O vestuário da criança cristã

Grazi pronta para ir à igreja

Há algum tempo compartilhei aqui meu testemunho a respeito da mudança que ocorreu em meu guarda-roupa depois de entender melhor a história e os conselhos de Deus sobre o vestuário da mulher cristã.

Com a chegada da minha filha, porém, esse assuntou chamou novamente a minha atenção: Haveria também conselhos para o vestuário da criança cristã?

Ao estudar o assunto à luz do Espírito de Profecia, encontrei textos com orientações bastante práticas:

Se a roupa da criança reúne o calor, a proteção e o conforto, ficará excluída uma das principais causas de irritação e desassossego. O pequenino terá melhor saúde, e a mãe não achará tão pesado cuidar dele […]. Parte alguma do corpo jamais deve ficar mal acomodada por meio de roupas que comprimam qualquer órgão, ou restrinjam sua liberdade de movimento. As roupas de toda a criança devem ser bastante folgadas a fim de permitir a mais livre e ampla respiração, e arranjadas de maneira que os ombros lhes suportem o peso. — Ellen G. White, Orientação da Criança, p. 278.

Especial atenção deve ser dada às extremidades, para que estejam inteiramente vestidas como o peito e a região sobre o coração, onde maior é a quantidade de calor. Os pais que vestem as crianças com os membros desnudos, ou quase assim, sacrificam a saúde e a vida dos filhos à moda […]. – Ibid., p. 279.

Freqüentemente os pais vestem os filhos com roupas extravagantes, com muita ostentação de ornamento e então admiram abertamente o efeito de seus trajes e os cumprimentam por sua aparência. Esses pais insensatos se encheriam de consternação se pudessem ver como Satanás lhes apóia os esforços e os impele para maiores loucuras. —Ibid., p. 284.

Resumindo os conselhos acima, o vestuário ideal para a criança deve manter a temperatura do corpo uniforme, deve também ser confortável, folgado e simples. Outras orientações inspiradas ainda abordam a questão da durabilidade do tecido, das estampas, do asseio e da apresentação pessoal. É incrível como Deus se preocupou em nos orientar até mesmo em como vestir nossos filhos da melhor maneira possível!

Além disso, como mãe de uma linda menininha, logo percebi que minha atitude em relação ao vestuário é muito importante para sua educação. Na infância, as meninas geralmente sentem o desejo de copiar a mãe e ser como elas – o que naturalmente refletirá no seu modo de ser tanto no presente como no futuro. Assim, cheguei à conclusão de que se desejo que minha filha se vista de forma a agradar a Deus, é preciso ensiná-la desde cedo por preceito e exemplo. 

Sejamos fiéis aos deveres da vida doméstica. Compreendam vossos filhos que ali deve reinar a obediência. Ensinai-lhes a distinguir entre o que é sensato e o que não o é em matéria de vestuário, e dai-lhes roupas que sejam próprias e simples. Como um povo que se prepara para a breve volta de Cristo, devemos dar ao mundo um exemplo de traje modesto, em contraste com a moda reinante do dia. Falai sobre essas coisas, e planejai sabiamente o que fareis; então ponde em prática vossos planos, em vossa família. Determinai ser orientados por princípios mais elevados que as noções e desejos de vossos filhos – Ibid., p. 278.

Aos dois anos e meio, minha filha percebeu meu modo de vestir e com aquela linguagem infantil que só mãe entende, começou a pedir para usar durante a semana os vestidos, que não ocasião eram reservados para ir à igreja apenas ou para participar de algum evento especial. Disse que queria se vestir como a mamãe! Uma FO-FU-RA!

A princípio fiquei um pouco preocupada em como faria para agasalhá-la adequadamente no frio ou como vesti-la de forma confortável para brincar usando saias ou vestidos, mas tudo isso se revolveu facilmente. Hoje, aos 4 anos, compreende bem a razão de se vestir assim e ama usar seu “saião”, como apelidamos nossas saias e vestidos mais compridos que o usual. Minha oração é para que ela permaneça assim à medida que cresce e compreende melhor o mundo à sua volta. Que Deus continue a nos dar entendimento!

Nas fotos a seguir estão os modelos que compõem o guarda-roupa da minha filha atualmente:

Para proteger as pernas no tempo do frio, ela costuma vestir por baixo da saia ou vestido meia calça grossa, legging flanelada, calça de lã ou calça de moletom (dependendo do modelo do vestido fica legal). A bota é muito útil nessa época e mantém os pés bem aquecidos. Certos modelos de vestido (os de moletom, por exemplo) combinam até mesmo com tênis e são excelentes para o dia a dia.

Os modelos versáteis (fotos superiores) são os meus favoritos, especialmente durante viagens ou passeios, pois apenas com uma ou duas peças a mais é possível proteger do frio ou adequar para o calor. Além disso, seja para brincar ou passear, minha filha costuma colocar sempre uma bermuda ou legging por baixo do vestido para evitar constrangimentos. 

Particularmente, tenho preferência por vestir minha filha com vestidos, pois para crianças eles parecem ser mais práticos que as saias, mas atualmente o que ela gosta mesmo são das saias, como a da primeira foto superior, que fiz para ela na tentativa de aprender a costurar 🙂 Para ela, quanto mais rodada melhor. Eu chego lá!

Interessante mesmo é observar minha filha “educar” suas bonecas. Que tipo de roupa você acha que ela escolhe para vesti-las? Não há dúvida: “Saião” e blusas bem comportadas! Com muito orgulho, tenho “netas” muito decentes, embora, por falta de opção, careçam de peças que combinem mais entre si! 

Vestuário decente até para as bonecas!

Vestir-se de forma decente, adequada e saudável certamente é uma forma de testemunhar da nossa fé – não importa a idade. 

Que o Senhor nos ilumine a cada dia e nos ajude a revelar o Seu caráter em todos os aspectos de nossa vida!

Karina Carnassale Deana
Mãe aprendiz da Graziella – 4 anos.

Acompanhe no Facebook

12 Comments

  • Djane Lobo

    Reply Reply 11 de abril de 2016

    Excelente post, Karina! Como nossos atos falam mais que palavras para as crianças.
    Que nosso Deus continue lhe dando sabedoria!

  • Anônimo

    Reply Reply 18 de abril de 2016

    Como é linda e meiga sua menina! Que Deus ilumine seu caminho!
    Mari

    • Vida Campestre

      Reply Reply 28 de abril de 2016

      Eu também acho ela linda!!!! Obrigada, Mari. Que Deus a abençoe também.

  • Anônimo

    Reply Reply 30 de abril de 2016

    Que linda Grazi♡! Estávamos com saudades. Amei o post mamãe Karina. Muito obrigada .;-)
    Estela

    • Vida Campestre

      Reply Reply 2 de maio de 2016

      Olá, Estela!

      Fico feliz que tenha gostado! Um beijo para a Hadassa!

  • Renata Balok

    Reply Reply 6 de maio de 2016

    Muito bom este post! Nosso exemplo falam mais que palavras! Parabéns pela filha! Que Deus continue abençoando sua vida e sua família

    • Vida Campestre

      Reply Reply 10 de maio de 2016

      Obrigada, Renata. Fico feliz que tenha gostado do post. Que Deus a abençoe também. Abraços, Karina.

  • Vida Campestre

    Reply Reply 10 de maio de 2016

    Obrigada, Renata. Fico feliz que tenha gostado do post. Que Deus a abençoe também. Abraços, Karina.

Leave A Response

* Denotes Required Field