Voltamos a morar na cidade

Voltamos a morar na cidade. Felizmente, apenas por dez dias!

Minha filha e eu acompanhamos meu esposo em uma viagem a trabalho em uma grande cidade e por dez dias trocamos estas vistas:

Por estas:

Em geral, quando isso acontece, procuramos ficar hospedados em um hotel fazenda ou alugar uma chácara, mas dessa vez não encontramos opções. Felizmente, encontramos um apartamento mobiliado para alugar em um condomínio residencial, com cozinha completa, lavanderia e tudo mais que uma casa precisa pelo preço de um quarto de hotel. Mesmo assim, ao encontrarmos o administrador do local, meu esposo foi logo perguntando se ele não tinha uma chácara nesse formato para alugar, mas ele respondeu: “Esse condomínio que vocês vão ficar é top, depois de passar esses dias aqui vocês nem vão querer saber de outro lugar!”. 

O condomínio de fato é muito bom, com piscina aquecida, academia, playground, quadras de esporte, brinquedoteca, segurança e acesso exclusivo a um hipermercado e melhor shopping da cidade. Os primeiros dias foi tudo novidade para minha filha, em especial a piscina. Mas lá pelo quarto dia, já começou a dizer que estava com saudades de casa e concluiu com um comentário um tanto estranho para quem não está acostumado com a vida natural: “Estou com tanta saudade de tirar carrapato da Babaloo (uma das nossas cachorras)!”. Foi difícil segurar o riso!

A falta de contato com a natureza foi tão sentida que acabamos indo ao zoológico para matar um pouco a saudade. O problema é que saímos dali meio deprimidas em ver aqueles lindos animais selvagens enclausurados e depressivos…

Mas a experiência teve vários pontos positivos, claro. Pudemos conhecer alguns lugares diferentes (com o Jardim Botânico municipal), andar de metrô (uma verdadeira aventura para a minha filha) e conhecer e compartilhar um pouco de nossa experiência com uma família interessada em morar no campo (que por providência, sem saber, fez contato conosco bem no período em que estávamos em sua própria cidade). Nesse período também tivemos a oportunidade de refletir mais sobre as vantagens e desvantagens da vida na cidade e da vida no campo. A seguir, compartilho com você um pouco dessa reflexão:

Vida na cidade

Vantagens:

  • Oferta maior e mais variada de empregos e educação;
  • Supermercado e conveniência a poucos metros de distância;
  • Atendimento hospitalar próximo;
  • Lixo retirado na porta diariamente;
  • Internet estável;
  • Sinal de celular bom;
  • Acesso fácil.

Desvantagens:

  • Influências negativas – a imoralidade na cidade é muito mais percebida;
  • Falta de privacidade – não dá nem para andar de pijama com as cortinas abertas, que dirá falar mais alto sem ser ouvido;
  • Falta de atividade externa útil – fartura de entretenimento artificial (piscina, playground, shopping center), porém, pouca ou nenhuma opção para atividades externas úteis e naturais;
  • Dependência total do sistema – do alimento que vem do mercado, da energia que vem da cia. elétrica, etc.;
  • Forte apelo comercial – no sítio a gente só lembra das datas comemorativas quando vamos à cidade!
  • Exigência social – com relação ao vestuário e bens materiais, especialmente;
  • Custo de vida alto – é assustador o preço do hortifruti no mercado, sem contar o valor do condomínio, do sistema de segurança e outros serviços necessários na cidade;
  • Ausência de contato com natureza – a não ser os tico-ticos, pombos, pássaros engaiolados e algumas plantas ornamentais – e, claro, os entediados animais do zoo;
  • Excesso de elementos artificiais – edifícios, carros, pavimentação, luzes, etc.;
  • Barulho 24h – música que apenas o vizinho gosta de ouvir, mas insiste em compartilhar, gritos, buzinas, pessoas falando alto, sons de carro, avião, ônibus, despertador do vizinho, móveis arrastando, etc.;
  • Poluição visual – muitos outdoors, pichações, grades, telas de proteção, propagandas, placas, etc.;
  • Água clorada – e põem cloro nisso, mas ainda bem que tem cloro, já pensou se não fosse tratada?;
  • Ar poluído.



Vida no campo

Vantagens:

  • Influências positivas do contato com a natureza e distanciamento da imoralidade; 
  • Privacidade total;
  • Muitas atividades externas úteis – horta, jardim, pomar, caminhadas, observação e cuidado da flora e da fauna, etc.;
  • Possibilidade de independência total do sistema – produção do próprio alimento e energia entre outros;
  • Custo de vida acessível – ainda mais com a possibilidade de plantar o próprio alimento e gerar a própria energia;
  • Contato abundante com a natureza – a todo momento, dentro e fora de casa (em nossa ausência, durante essa viagem, um casal de canário da terra encontrou uma fresta e fez ninho em nossa sala. Estão à vontade mesmo com a nossa presença. Entram em saem na maior confiança);
  • Fartura de elementos naturais – floresta, montanhas, flores, animais silvestres, céu estrelado, etc.;
  • Sons da natureza 24h – canto de diversas espécies de pássaros e macacos e coral de sapos e grilos;
  • Visual relaxante – que mesmo depois de anos de degradação ainda encanta;
  • Água mineral em abundância – para nadar, tomar banho, lavar roupa, fazer limpeza e matar a sede de todos, incluindo a dos animais;
  • Ar puro.

Desvantagens:

  • Oferta menor e menos variada de empregos e educação – esse ponto é um dos mais preocupantes para quem deseja sair da cidade, porém, para os que decidem dar esse passo Deus tem concedido soluções personalizadas;
  • Supermercado e conveniência distantes – o que na verdade pode ser uma oportunidade para gastar menos comprando em atacado e ser menos consumista;
  • Atendimento hospitalar distante – para quem pratica os 8 remédios e entende de tratamento natural, isso não faz muita diferença, a não ser em caso de emergências, que, considerando o trânsito da cidade, podem ser atendidas praticamente no mesmo período de tempo;
  • Lixo retirado por conta própria – o que não é um problema já que o lixo orgânico é usado como adubo no plantio e o lixo seco é tão pouco que não custa muito levar na lixeira pública mais próxima;
  • Internet instável – porém não inexistente;
  • Sinal de celular ruim – que pode se tornar bom com uma boa antena e aparelhos apropriados;
  • Acesso difícil – para alguns, isso pode ser uma boa aventura.


Conclusão:
Tanto a vida na cidade quanto no campo apresentam suas vantagens e desvantagens. As vantagens da vida no campo, porém, superam de longe suas desvantagens e os pontos positivos da cidade. Mas mesmo que não fosse assim,  algo mais sublime coloca a vida no campo como a melhor opção: os conselhos de Deus. Os conselhos de Deus são certos e perfeitos, mesmo que pareçam ultrapassados. Alguns deles são: 

Insisto como nosso povo para tornar o trabalho de sua vida procurar a espiritualidade. Cristo está à porta. Por este motivo é que digo ao nosso povo: Não considereis uma privação serdes convidados a abandonar as cidades e mudar-vos para zonas rurais. Aí, ricas bênçãos aguardam aos que delas se quiserem apoderar. Contemplando as cenas da Natureza, as obras do Criador, estudando as obras das mãos de Deus, imperceptivelmente sereis transformados à mesma imagem. — Vida no Campo, p. 22.

Ele [Deus] quer que vivamos num lugar em que possamos ter bastante largueza. Seu povo não se deve apinhar nas cidades. Quer que eles tirem sua família das cidades, para que melhor se possam preparar para a vida eterna. Dentro em breve terão de abandonar as cidades. Essas cidades estão repletas de toda espécie de iniqüidade — com conflitos e assassínios e suicídios. Satanás está nelas, controlando os homens em sua obra de destruição. Sob sua influência, matam pelo gosto de matar, e isso farão cada vez mais….Se nós mesmos nos colocamos sob influências objetáveis, poderemos esperar que Deus opere um milagre para desfazer os resultados de nossa atitude errada? De maneira nenhuma. Saí das cidades o mais depressa possível, e comprai um pequeno trato de terra, onde possais ter um jardim, em que vossos filhos possam ver as flores crescerem e delas aprenderem lições de simplicidade e pureza. — Vida no Campo, p. 25.

Jamais poderá ser dada a devida educação aos jovens deste país, ou de qualquer outro, a menos que estejam separados a uma vasta distância das cidades. Os costumes e práticas das cidades incapacitam a mente dos jovens para a percepção da verdade. — Fundamentos da Educação Cristã, p. 312.

Compreendam os pais que o preparo dos filhos é uma obra importante na salvação de almas. Em lugares campestres encontrar-se-á exercício abundante e útil ao fazerem-se as coisas que precisam ser feitas, e que darão saúde física por desenvolverem os nervos e os músculos. Saí das cidades, é minha mensagem para a educação de nossos filhos. – Vida no Campo, p. 20.

Precisamos confiar em Deus e orar para que Ele execute em nossa vida o plano que sonha para os seres humanos desde a fundação do mundo:

Não era desígnio de Deus que o povo se aglomerasse nas cidades, se apinhasse em cortiços. Ele pôs, no princípio, nossos primeiros pais entre os belos quadros e sons em que se deseja que nos regozijemos ainda hoje. Quanto mais chegarmos a estar em harmonia com o plano original de Deus, mais favorável será nossa posição para assegurar saúde ao corpo, espírito e alma. — Vida no Campo, p. 11.

Os conselhos de Deus não falham e são sempre para a nossa felicidade. Se você deseja atender a esses conselhos e sair da cidade, não desista e não tenha medo. Busque a orientação de Deus para dar esse passo de maneira planejada e ordenada. Ele não o decepcionará! Leia também aqui e aqui algumas dicas para realizar esse sonho.

Que Deus o abençoe!

Acompanhe no Facebook

5 Comments

  • serginhonunes

    Reply Reply 14 de dezembro de 2015

    Oi Davison/Karina. Gostaria de visitá-los no seu sítio num domingo após voltarem de viagem. Tenho muitas dúvidas "técnicas" que gostaria de tirar com vocês. Se não for incomodá-los, é claro.
    Abraço

    Sergio

  • Vida Campestre

    Reply Reply 28 de dezembro de 2015

    Olá, Sergio

    Entre em contato conosco pelo email: contato@vidacampestre.com.br para combinarmos.

    Um abraço.

  • Max Migliath

    Reply Reply 16 de julho de 2016

    Que Deus mais e mais suas vidas, continuem postando, aprendemos muito com a experiência de vocês! Entraremos em contato com vcs. Minha noiva e eu queremos muito morar assim, longe da cidade, admiramos muito o testemunho que transmitem. Max e Kamila.

    • Vida Campestre

      Reply Reply 9 de agosto de 2016

      Olá, Max, que alegria saber que nossa experiência tem sido útil a vocês. Que Deus abençoe os planos de vocês. Um abraço.

Leave A Response

* Denotes Required Field