Organize-se agora (parte 6)

Nosso guarda-roupa
em processo de redução

Já estamos praticamente há 4 meses no Sítio Vida Campestre e prossigo com o objetivo de organizar e simplificar todos os cantinhos de nosso novo lar. Nesta postagem compartilharei com você a respeito da organização que meu esposo e eu temos procurado fazer em um cantinho muito delicado, especialmente para as mulheres: o guarda-roupa.

Como já mencionei nas postagens anteriores dessa série, antes de me mudar de sítio, realizei uma varredura em todos os nossos pertences, descartando tudo o que estivesse a mais ou não fosse necessário. O guarda-roupa não ficou de fora dessa!

Há algum tempo, meu esposo e eu decidimos reduzir os itens do nosso guarda-roupa e evitar os excessos. Já fizemos um bom progresso, mesmo assim temos (especialmente eu) muito a reduzir. Ter esse cantinho organizado e simplificado é um exercício e tanto, mas até aqui tem sido muito compensador! Além de o guarda-roupa ficar mais organizado, ainda ficamos menos confusos na hora de selecionar uma roupa. Afinal, quanto menos forem as opções, mais fácil fica escolher!

A fim de chegar ao ideal de ter apenas o necessário no guarda-roupa, temos buscado seguir estas dicas:

1. Determinar quais e quantas peças são realmente necessárias para o nosso contexto.

2. Realizar uma avaliação sincera das peças que compõem nosso guarda-roupa a cada 6 meses. Nessa avaliação, ter em mente as seguintes perguntas:

  • Eu realmente gosto desta peça?
  • Ela cae bem em mim?
  • Ela é versátil?
  • Ela é confortável?
  • Ela é necessária para o meu contexto?

Se uma das respostas for negativa, já temos um bom sinal de que a peça deve tomar outro rumo.

3. Doar ou descartar uma peça em uso equivalente a que eventualmente ganharmos ou adquirirmos. Ou seja, se ganharmos ou comprarmos uma blusa, por exemplo, escolhemos uma em uso para doar. Essa tática ajuda a evitar os excessos e atingir o objetivo de simplificar cada vez mais.

4. Praticar o desapego doando aquela peça que acaba ficando no guarda-roupa porque ganhamos de alguma pessoa querida, mas nunca usamos. Ou aquela que guardamos para ser usada em uma determinada ocasião que nunca ocorre. Ou ainda aquela que entrou para a fila de “quando eu emagrecer ou engordar…”.

Outro detalhe que temos procurado praticar com relação ao guarda-roupa é dobrar as peças de forma padronizada a fim de manter a organização desse cantinho, ainda mais porque optamos por um cabideiro em que as roupas ficam à vista. Com ele acabaram os problemas com mofo, cheiro de roupa guardada, etc., além de ser um incentivo a mais para manter a arrumação. Aqui encontrei algumas dicas interessantes para dobrar peças como meias, roupa íntima, calças, camisetas, pijama, etc.

Recentemente, li uma postagem aqui (em inglês) em que a autora aceitou o desafio de manter apenas 33 peças em seu guarda-roupa a cada estação (3 meses), incluindo acessórios e sapatos. As peças devem ser as mesmas até o final desse período. Apenas pijama e roupa de ginástica não entram no cálculo. Um desafio e tanto para a sociedade consumista de hoje! Segundo ela, a experiência tem sido libertadora e resultou em mais organização e menos trabalho (menos roupa para lavar, por exemplo). Achei esse desafio muito interessante. Você toparia? Eu ainda estou pensando…

Talvez a ideia de simplificar seu guarda-roupa ou reduzi-lo a 33 peças não lhe chame muito a atenção no momento, mas já que o assunto aqui é roupa, há questões muito importantes que todo cristão precisa considerar ao avaliar seu guarda-roupa: Será que Deus se importa com meu modo de vestir? Será que meu estilo O agrada e está de acordo com a Sua vontade? Será que a Bíblia revela alguma coisa sobre modéstia para o cristão moderno (sobretudo a mulher)? 

Há alguns anos, essas questões cruzaram a minha mente e começaram a me incomodar tanto que resolvi dedicar tempo para estudar e pensar sobre o assunto. Compartilhei o que aprendi aqui e convido você a sair por si mesmo em busca dessas respostas. Você poderá ficar surpreso!

Além disso, há em nosso coração outro guarda-roupa que requer a nossa máxima atenção, se almejamos o lar eterno. Organizar esse guarda-roupa significa não permitir o acúmulo da sujeira, do mau-cheiro e dos excessos causados por lembranças, emoções, atitudes ou sentimentos desnecessários ou negativos. A varredura desse guarda-roupa deve ser diária, lançando fora tudo aquilo que não provém do amor de Deus. Uma peça, porém, desse guarda-roupa jamais deve ser descartada ou ignorada: as vestes da justiça de Cristo. Sem essas vestes ninguém poderá ver a Deus. Devemos despir-nos diariamente de nossas vestes sujas (nossos pecados) e colocar as Suas vestes perfeitas (o perdão e o poder de Sua graça para vencer nossos defeitos) a fim de desenvolvermos um caráter à semelhança de Cristo. Organizemos agora mesmo esse guarda-roupa especial e mantenhamos as vestes da justiça de Cristo constantemente em uso, lembrando sempre de sua verdadeira função:

“A justiça de Cristo não é uma capa para encobrir pecados não confessados e não abandonados; é um princípio de vida que transforma o caráter e rege a conduta. Santidade é integridade para com Deus; e a inteira entrega da alma e da vida para habitação dos princípios do Céu” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 388).


Por Karina Carnassale Deana – Vida Campestre

Acompanhe no Facebook

12 Comments

  • Anônimo

    Reply Reply 22 de novembro de 2015

    Que lindo! Tenho pensado sobre isso também Karina.
    Muito obrigada.
    MARANATHÁ!
    Abraço Estela.

    • Vida Campestre

      Reply Reply 23 de novembro de 2015

      Que legal Estela. Nos conte depois se decidir fazer alguma mudança em seu guarda-roupas!

      Beijos,
      Karina.

  • Isabelle Oliveira

    Reply Reply 24 de novembro de 2015

    Que bacana! Já começamos aqui em casa a transformação do vestuário, aos pouquinhos estamos nos vestindo da maneira que agrada a Deus. E é muito divertida a maneira como as pessoas nos notam agora, por exemplo, aqueles homens que mexem conosco nas ruas quando usamos roupas normais, agora nos dão licença, o respeito é completamente outro, muito bom isso!!! Agora esse desafio das 33 peças é bem difícil, mas um objetivo a se alcançar, gostei da ideia, espero que consiga (aos poucos) atingir o alvo!

    • Vida Campestre

      Reply Reply 25 de novembro de 2015

      Puxa, Isabelle, fico muito feliz em saber de sua decisão de mudar o guarda-roupa e já tem experimentado os resultados positivos. Eu também senti a mesma mudança de comportamento da parte dos homens quando mudei minha forma de vestir. É incrível como faz diferença. Quando puder, conte mais como está sendo a mudança para você e quais passos está dando. Se topar o desafio das 33 peças, conte também. Eu também achei difícil, mas achei muito interessante. Como você disse, precisamos ter os olhos fixos no alvo e passo a passo chegar lá. Abraços.
      Karina.

  • Camila Santos

    Reply Reply 13 de dezembro de 2015

    Também estou no processo de desapego, já diminui muitas roupas e sapatos.
    E também comecei a mudar meu modo de vestir. Estou muito feliz!
    Está sendo muito bom acompanhar suas postagens. Deus abençoe!

    • Vida Campestre

      Reply Reply 13 de dezembro de 2015

      Camila, que legal saber que você também está nesse processo e que se sente feliz com isso. Que Deus continue a abençoa-la nessa mudança. Depois me conte as mudanças que fez, como está seu novo guarda-roupa e onde tem adquirido as peças novas. Fico feliz em saber que tem gostado das postagens. Deus seja louvado!

  • Vida Campestre

    Reply Reply 13 de dezembro de 2015

    Camila, que legal saber que você também está nesse processo e que se sente feliz com isso. Que Deus continue a abençoa-la nessa mudança. Depois me conte as mudanças que fez, como está seu novo guarda-roupa e onde tem adquirido as peças novas. Fico feliz em saber que tem gostado das postagens. Deus seja louvado!

  • Unknown

    Reply Reply 8 de abril de 2016

    Olá Karina eu pratico o minimalismo e tem sido uma benção, na verdade não precisamos de tantas coisas pra viver e nem pra sermos felizes né? É estressante uma casa, um guarda roupa super lotado de coisas que nem sabemos o que fazer..Eu amo essa simplicidade e estamos nos mudando pra uma casa onde poderemos ter nossas plantações Deus é fiel..Eu fiz o co-wash e amei meu cabelo tb é cacheado..Karina qual shampoo e condicionador vc usa? Eu usei o yamasterol.Bjos Deus os abençoe.

    • Vida Campestre

      Reply Reply 28 de abril de 2016

      Puxa, que legal saber que você busca uma vida mais simples e sem "entulhos"! kkk Que Deus abençoe seu novo lar e sua plantação! Fico feliz em saber que aprovou o co-wash. Eu uso o condicionador Lory's, o Konechom ou também o Phytoervas. Depende de qual encontro no mercado! kkk Eu gosto do Yamasterol também, mas tem que ler nos ingredientes porque há lotes que vêm com parafina.

Leave A Response

* Denotes Required Field