Organize-se agora (parte 5)

Chegou a hora da revelação: Como estamos nos organizando para viver sem geladeira? Na primeira parte desta série, comentei que nos mudamos para o Sítio Vida Campestre sem a instalação elétrica concluída e que por conta disso ficamos (e ainda estamos) sem geladeira. 

Atualmente contamos com três pontos móveis de energia na casa e uma lâmpada. A ideia não é ficar assim para sempre, embora já tenhamos nos habituado, mas até concluirmos nosso projeto de energia autossustentável. Com isso, decidimos manter a geladeira desligada e nessa descobrimos que ela é dispensável aqui em casa!

Nesse momento de transição, contamos com a ajuda do freezer para conservar os alimentos cozidos por mais tempo e de uma caixa térmica para conservar eventuais sobras, que agora são raras por aqui. Criei o hábito de ao cozinhar fazer a mais para congelar e ter alimento estocado para aqueles dias que preciso de férias da cozinha. Costumo cozinhar para uma refeição a mais, assim consumimos uma porção no dia e congelamos a porção extra. Tem sido muito prático!

Além do freezer, contamos também com os seguintes métodos para conservar os alimentos sem usar a geladeira:

 Seladora a vacuo

Utilizamos a seladora a vacuo para estocar alimentos como castanhas, sementes, grãos e frutas secas ou desidratadas. Possuímos uma seladora doméstica e ela nos atende bem. O procedimento é bem simples e rápido. Estocamos esses alimentos em porções não muito grandes para que depois de abertos sejam consumidos logo.




Bombonas


Para estocar um volume maior de alimento, recorremos às bombonas e ao jeitão mais campestre de conservação, especialmente para estocar nossas safrinhas de feijão e milho, mas também outros alimentos, como aveia, farinha e arroz, que se não cuidarmos caruncha num piscar de olhos. Essa técnica é bastante simples e muito eficiente, basta seguir estes passos:

1. Adquira bombonas com anel de pressão. Alguns usam garrafas pet no lugar das bombonas, mas achamos as bombonas bem mais práticas!

2. Coloque o alimento que deseja estocar dentro da bombona (nós gostamos de colocar o alimento dentro de um saco plástico especial para alimentos e assim evitar o contato direto com a bombona). Por cima do alimento, coloque um recipiente de vidro, inox, cerâmica ou um simples pedaço de papel alumínio com uma vela acesa em cima. 

3. Tampe a bombona e trave o anel de pressão. Após consumir o oxigênio que ficou dentro da bombona, a vela se apagará. Sem ar, o alimento ficará conservado por muito tempo. Mais eficientes ainda do que a vela, são as pastilhas absorventes de oxigênio (oxygen absorbers). Com elas o alimento é conservado por muito mais tempo, pois elas absorvem bem mais o oxigênio do que a vela (a vela absorve boa parte, mas não tudo). É possível encontrar essas pastilhas à venda através da internet.

4. Quando precisar abrir a bombona para reabastecer os potes do uso diário, repita o processo de acender a vela e lacrar a bombona. Pronto! Conseguimos preservar nosso milho e feijão por dois anos com essa técnica (talvez durasse até mais, mas não quisemos esperar para ver). Recomendamos!

Mais importante que nos organizarmos para conservar alimentos de forma sustentável e econômica, é nos organizarmos para conservar nossa família longe do ataque dos carunchos espirituais e morais deste mundo. Se não estivermos atentos e vigilantes, buscando sempre conservar nosso lar cercado por influências que agradam a Deus, esses carunchos invadem nossa casa de forma sutil e pouco a pouco causam o maior estrago na vida espiritual e moral da família. Esse carunchos aparecem em formatos variados: revistas, livros, vídeos, programas de televisão, músicas, “amizades”, entretenimento, celular, internet, tempo ocioso e por aí vai. Como líderes do lar, temos o dever de cercar nossos amados com o que procede de Deus e repelir o mal – em todos os seus formatos. Organizemo-nos agora para isso e não permitamos que caruncho algum estrague o nosso lar.

Por Karina Carnassale Deana – Vida Campestre

Acompanhe no Facebook

4 Comments

  • Camila Santos

    Reply Reply 20 de fevereiro de 2016

    Nossa Karina! Que ótimas dicas de armazenamento. Estamos nos programando para morar no campo e buscando muitas informações da vida no campo.

  • Camila Santos

    Reply Reply 20 de fevereiro de 2016

    Karina mas fiquei com uma dúvida. Você usa essas bombonas para armazenar o alimento que usa no dia a dia, ou guarda em outro local em embalagem menor?

    • Vida Campestre

      Reply Reply 20 de fevereiro de 2016

      Oi Camila,
      Que legal que estão se programando para ir para o campo! Que Deus os abençoe!
      Sobre sua dúvida, sim, para o dia a dia eu guardo o alimento em potes menores e reponho quando necessário. Evito abrir as bombonas com muita frequência.
      Abraços,
      Karina.

Leave A Response

* Denotes Required Field