Dicas para comprar uma propriedade rural (parte 1): Para onde ir?

Uma vez que você tenha compreendido a urgência e necessidade de obedecer a ordem de Deus para sair das cidades – grandes ou pequenas – e mudar-se para o campo, então vem a próxima pergunta: Para onde ir?

Com esta série de dicas práticas que damos início com esta publicação, pretendemos ajudar tanto aqueles
que sabem para onde ir quanto aqueles que ainda não sabem, mas, em ambos os casos, gostariam de aprender como analisar uma propriedade rural.

Longe de pretender ser um manual completo e infalível, a intenção é apenas repartir com você nossa
experiência nessa área. Vou considerar que você não sabe para onde ir. Os que sabem irão aproveitar da parte dois em diante.

 A primeira recomendação é muita oração, pois cremos que o Senhor dirige a vida daqueles que confiam nEle inteiramente e submetem-se à Sua vontade. No entanto, sabemos que “a fé sem obras é morta” (Tiago 2:26), então precisamos além de orar, agir.

Minha segunda recomendação é que você escolha uma região (não uma propriedade). Essa tarefa
pode começar sem sair de casa. Se você tem um cônjuge e filhos adultos que irão lhe acompanhar, então reúna toda a família e considere as seguintes questões (dependendo de cada caso, uma ou mais questões podem ser desconsideradas e outras acrescentadas):

  • Clima e altitude (em função desses fatores as plantas para cultivo serão diferentes – informe-se sobre isso);
  • Comunicação (se na região há sinal de celular);
  • Distância de centro urbano desenvolvido (se alguém da família precisa de tratamento médico especializado ou mesmo para possível venda de produtos que poderão ser cultivados);
  • Distância máxima e mínima da atual residência (pode dar-se o caso de haver necessidade de gerenciar alguma propriedade ou atividade que vai permanecer na cidade);
  • Índice pluviométrico (avaliar se a chuva na região é suficiente para o cultivo. Mesmo que o plano seja usar irrigação, a chuva escassa pode ser um complicador);
  • Poluição (não é por ser área rural que se está livre de poluição, faz-se necessário avaliar se na região existem empresas poluidoras ou mesmo se é região de queimadas frequentes);
  • Preço médio do alqueire na região pretendida (há regiões em que o alqueire custa cinco mil, outras quinhentos mil);
  • Proximidade de aeroporto (se alguém da família viaja com frequência);
  • Risco de grilagem (há regiões em que o risco é alto, geralmente as próximas de reservas indígenas ou de interesse de movimentos políticos);
  • Rodovias de acesso (se haverá necessidade de saídas rotineiras para outras cidades).

Dica especial: Sempre que lemos sobre o povo de Deus em contraste com os ímpios, percebemos que eles viviam em lugares montanhosos, enquanto os ímpios viviam na planície. Fica, então, essa dica especial. E como complemento, que a região esteja a mais de 100 km de uma cidade grande, mais de 50 km de uma cidade de porte médio, e fora de uma reserva florestal.

Depois de cumprida a tarefa de casa, chegou a hora de conhecer a região escolhida. Aproveite finais de
semana, feriados ou mesmo parte das férias. O ideal é ir mais de uma vez à região, para passear, conversar com os moradores, contatar irmãos de fé, etc. Rode bastante, saia das vias principais, ouça o povo da região. Assim, você poderá confirmar a sua pesquisa feita à distância e descobrir muitas outras coisas. Procure ser imparcial, atente para o que é lindo e para o que é feio, para o que é bom e para o que é ruim, e, em família, pese prós e contras.

 Em breve volto para dar a próxima dica: Como escolher a propriedade?

 Até lá!

Por Mauro Carnassale

Sitiante há 8 anos

Acompanhe no Facebook

9 Comments

  • Anônimo

    Reply Reply 19 de março de 2015

    Dicas excelentes. Muito Obrigado. Só fiquei com dúvida sobre a questão da reserva florestal. É por causa do turismo ou da impossibilidade de plantio? Na opinião de vocês, não seria interessante ter um parque florestal (a mata dele) como vizinho? fiquem com Deus.

    • Vida Campestre

      Reply Reply 11 de abril de 2015

      Caro amigo. Morar ao lado de uma Reserva é ótimo, mas não dentro dela. Há regulações bem rígidas que precisam ser observadas. Propriedades particulares dentro das Reservas Florestais estão sujeitas a tais regulamentos. Possivelmente haverá restrições para construções, ligação de energia elétrica, uso de fossa para dejetos, uso do solo e da água, etc.
      Mauro.

  • ViviTristão

    Reply Reply 22 de março de 2015

    Cada dia que passa tenho sentido Deus me falar para ir embora da Cidde, mas muitas coisas impedem, tenho orado e suas postagens tem me encorajado a continuar firme e confiando que Deus fara o melhor e me mostre o caminho a seguir. Meu esposo tem vontade mas ainda nao sentiu o chamado d Deus, para sair. Que Deus os abençoe

    • Vida Campestre

      Reply Reply 11 de abril de 2015

      Prezada VviTristão, com todo carinho e respeito, o chamado não deve ser sentido, mas obedecido. O chamado já foi feito a todos os cristãos que vivem nesta época. Recomendo que seu esposo leia o livreto Vida no Campo, de E.G. White.
      Mauro.

  • Vida Campestre

    Reply Reply 11 de abril de 2015

    Caro amigo. Morar ao lado de uma Reserva é ótimo, mas não dentro dela. Há regulações bem rígidas que precisam ser observadas. Propriedades particulares dentro das Reservas Florestais estão sujeitas a tais regulamentos. Possivelmente haverá restrições para construções, ligação de energia elétrica, uso de fossa para dejetos, uso do solo e da água, etc.
    Mauro.

  • Vida Campestre

    Reply Reply 11 de abril de 2015

    Prezada VviTristão, com todo carinho e respeito, o chamado não deve ser sentido, mas obedecido. O chamado já foi feito a todos os cristãos que vivem nesta época. Recomendo que seu esposo leia o livreto Vida no Campo, de E.G. White.
    Mauro.

  • Vitor Hugo

    Reply Reply 31 de dezembro de 2015

    Olá irmãos, já li todos seus artigos e acompanho seu site e o Congresso MV. Estou totalmente convencido que preciso morar em um lugar fora da cidade. Não estou em meu estado natal, por isso devo esperar mais 2 anos para fazer esta transição. Gostaria de saber que cursos seriam úteis para fazer antes de mudar para o campo? Agradeço muito a Deus por Ele ter despertado eu e minha esposa para este propósito.
    Deus abençoe a vida de vcs.

    • Vida Campestre

      Reply Reply 11 de janeiro de 2016

      Olá, Vitor

      Que alegria saber que você e sua esposa estão fazendo planos para viver no campo. Há vários cursos interessantes para serem feitos nesse período de preparação, entre eles destacamos: plantio agroflorestal, noções de elétrica e manutenção básica da casa e ferramentas, conservação de alimentos e conhecimentos de como tornar seu sítio autossustentável.

      Esperamos ter ajudado.

  • Vida Campestre

    Reply Reply 11 de janeiro de 2016

    Olá, Vitor

    Que alegria saber que você e sua esposa estão fazendo planos para viver no campo. Há vários cursos interessantes para serem feitos nesse período de preparação, entre eles destacamos: plantio agroflorestal, noções de elétrica e manutenção básica da casa e ferramentas, conservação de alimentos e conhecimentos de como tornar seu sítio autossustentável.

    Esperamos ter ajudado.

Leave A Response

* Denotes Required Field