Dois anos no campo

Joslaine e Jim

“Até aqui nos ajudou o Senhor.” 1 Samuel 17:12

Nem acredito que faz um ano
que escrevi para este blog. Algumas semanas atrás a Karina perguntou se eu
gostaria de escrever algum artigo, aí me veio na cabeça que dia 02/08 iríamos
fazer dois anos no sítio. Comecei a pensar em alguma coisa, mas tivemos um
probleminha por aqui e acabei deixando de lado. No domingo, conversei por
telefone com minha irmã e comentei sobre esse probleminha, e ela disse: “Deus
sempre transforma as dificuldades em bênçãos”. Foi aí que caiu a ficha, eu não
estava mais tirando bênçãos dos problemas. Desta vez, estava tentando o
impossível, resolvê-lo com minhas próprias forças. Isso me deu inspiração para
escrever este texto, porque apesar das dificuldades que passamos durante esses
dois anos, Deus sempre esteve no controle, cuidando de cada detalhe. Podemos
então dizer seguramente que ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR, e se Ele nos ajudou
até hoje, com certeza nos ajudará até o fim.

*****
O plano de Deus nunca foi que
o homem morasse na cidade. “Ele colocou nossos primeiros pais entre os belos
quadros e sons em que se deseja que nos alegremos ainda hoje. Quanto mais
estivemos em harmonia com o plano original de Deus, mais favorável será nossa
posição para assegurar saúde ao corpo, espírito e alma. A Ciência do Bom Viver,
p. 363-365.

*****
Não vou negar que a cidade
tem seus encantos. Supermercados 24 horas, shoppings, lojas para todo o tipo de
gosto, bons restaurantes, parques, etc. Isso sem contar na ‘segurança’ de bons
hospitais e veterinários, ruas pavimentadas, coleta de lixo (no sítio temos que
reciclar o lixo), etc. Ou seja, muita comodidade, conforto e praticidade.

Não poderia também deixar de
mencionar o aspecto negativo, já que quando tomamos a decisão de morar na
cidade ganhamos o pacote completo: agitação, estresse, trânsito, poluição,
barulho, etc. Mas como acostumamos até com que é ruim, achamos que estamos
vivendo dentro da normalidade.

Quando mudamos para o campo o
choque foi grande. Estou sentindo na pele até hoje o preço que tive que pagar
por viver tanto tempo na cidade. Mesmo com dois anos morando no campo, ainda
estou no começo de um processo de desintoxicação urbana.

Admirando a paisagem

Já acostumei com o silêncio,
com as atividades, com o desejo de não consumir coisas desnecessárias, com a
mudança na alimentação, enfim, quase tudo, menos em ter uma coisa que a
natureza nos ensina a cada dia e em cada detalhe: dependência de Deus. Ou seja,
o mais importante.

Mas Deus, com Seu amor e Sua
infinita sabedoria nos envia situações de aprendizado, nos quais Ele mostra
quem está no controle. Aquele que governa o Universo tem grande interesse em
governar nossas vidas. A única coisa que temos que fazer é descansar e entregar
nossos problemas para que Ele resolva.

Vou contar três episódios dos inúmeros que aconteceram nesses dois anos.
Alguns rimos muito depois do ocorrido, apesar do sufoco no momento. O
importante foi a lição que tivemos, desde as coisas mais simples até as mais
difíceis de resolver, tudo tem uma lição espiritual. 
*****
Um dia saímos para caminhar. Na volta, sentamos na área para refrescar e descansar um pouco. De repente, o
Jim (nosso pastor belga) começou a latir de um modo diferente, com o olhar fixo
no chão. Meu esposo levantou rápido e foi verificar. Ele pediu para que eu
segurasse o Jim, pois havia uma cobra no degrau debaixo. E não era uma
dormideira (a maioria das cobras que encontramos é a tal da dormideira que é
inofensiva). Tratava-se de uma jararaca. Passado o susto começamos a refletir
sobre o ocorrido, pois alguns minutos antes, quando entramos pelo portão
passamos no mesmo lugar em que ela estava, mas não a vimos. Com certeza ela
estava lá, mas Deus nos guardou de acontecer um acidente.

*****
Acredito que não tenha um
morador de sítio que não tenha enfrentado alguma situação com fogo. É realmente
muito triste ver tudo se acabando em questão de algumas horas. No sítio
preservamos um pedaço de terra com mata nativa, essa mata levou anos para
crescer. O fogo começou em uma área que tinha muito capim, mas quando vimos que
ele se tornou forte o bastante para acabar com o sítio inteiro, entramos em
desespero. Meu pai e meu esposo enfrentaram muita fumaça, essa foi uma das
minhas preocupações. Usaram todos os métodos possíveis e quando viram que não
tinha mais o que fazer, meu pai disse: “Vamos orar.” Ajoelhamos na terra e
demos as mãos, eu, o Ygor e o meu pai.

Gostaria de ter a fé do meu
pai, porque quando chegou a hora de costume dele dormir, ele se deitou e disse
que não era pra se preocupar porque Deus cuidaria de tudo. Na manhã seguinte, o
Ygor foi ver o estrago e aí veio a reflexão: O sítio queimou até o início da
mata, ou seja, ele queimou somente o capim. Alguns dias atrás o Ygor abriu uma
trilha e essa trilha protegeu a mata de queimar. Louvado seja Deus que atendeu
nossa oração, mesmo antes de pedirmos. Deus já havia cuidado de tudo!

*****
Descansando na rede

Apesar do tempo que passou,
lembro dessa história como se fosse hoje. Tínhamos acabado de chegar e
estávamos ainda arrumando a mudança. Já era um pouco tarde e eu comecei a achar
estranho porque o Jim estava muito quieto. Cheguei perto dele e comecei a
conversar, mas ele nem se mexia. Chamei o Ygor e disse que havia algo errado,
porque ele é um cachorro muito ativo. O Ygor tentou animá-lo e a única coisa
que ele fez foi abanar o rabo. Ele não tinha forças nem pra sair do lugar. Até
hoje não sabemos o que aconteceu. Se tivéssemos na cidade, com certeza o
levaríamos até o veterinário, mas no sítio, à noite, longe de tudo, não tinha
muito o que fazer, a não ser: ORAR. Chorando, peguei ele no colo e fizemos uma
oração de entrega. Lembro que disse as seguintes palavras: “Senhor, seria muito
triste perdermos nosso animalzinho com tão pouco tempo que estamos aqui, mas
nós entregamos a vida dele em Tuas mãos, faça o que o Senhor achar melhor.” Fui
dormir mais calma, sabendo que Deus me conhecia melhor que eu mesma, e se ele
viesse a morrer, Ele me daria o consolo. Na manhã seguinte, a primeira coisa
que fizemos foi verificar como ele estava. Confesso que fiquei com medo, mas
para nossa surpresa ele estava voltando ao normal.


*****
O benefício de morar no campo está muito além de respirar um ar melhor,
beber água pura, comer alimentos orgânicos ou ter um sono reparador. O maior
benefício está em entendermos o quanto precisamos depender de Deus e o quanto Ele cuida de nós – em cada detalhe!

Por Joslaine Vendramini – Vida Campestre

Acompanhe no Facebook

11 Comments

  • Anônimo

    Reply Reply 6 de agosto de 2014

    Não vejo a hora de realizar a mudança para o campo. Como é bom ver testemunhos de famílias que atendem ao chamado de Deus. Que o Senhor continue sendo o guia de vocês. Abraços.

  • Fernanda Santos (do MV)

    Reply Reply 7 de agosto de 2014

    Fico tão feliz quando entro neste site e encontro essas experiências! Fico sonhando com o dia em que estarei vivendo assim com meu marido… Que Deus continue te abençoando Karina e que você continue a colocar histórias incentivadoras como essa. Parabéns pela coragem Joslaine.

  • Joslaine

    Reply Reply 8 de agosto de 2014

    Anônimo e Fernanda:

    Que bom que gostaram da leitura! Obrigada pelas palavras de incentivo, como é bom “ouvi-las”. Gostaria que soubessem que o sonho de morar no campo não é somente de vocês, mas o de Deus também! Continuem firmes rumo a esse objetivo. Estarei orando por vocês!

    Nosso primeiro ano no campo: http://www.vidacampestre.com.br/2013/08/um-ano-no-campo.html

    Joslaine

  • selma

    Reply Reply 9 de agosto de 2014

    Joslaine< lendo a história da jararaca, lembrei de uma história a qual passei :
    Tivemos a experiência já de viver no campo por um ano, local onde meu esposo trabalhou dando manutenção em uma fazenda. Meu filho estava com 5 anos e me apavorava a ideia de cobras e principalmente escorpiões que tinham livre acesso pelo local. Comecei então a orar com meu filho pra que os “bichos peçonhentos” nunca atravessassem nosso caminho. Por isso creio que sua história não é mera coincidência. Deus sempre está nos protegendo, principal-mente qdo estamos em comunhão com Ele e fazendo à Sua vontade. Em todo o tempo que estivemos por lá, pela graça de Deus não conheci de perto nenhum. Karina e Joslaine, que Deus continue protegendo suas famílias, em Sua infinita misericórdia!

    • Joslaine

      Reply Reply 13 de agosto de 2014

      Oi Selma!

      Realmente Deus está sempre nos protegendo. Olha só o que está escrito neste trecho da EGW:

      “Jamais saberemos de que perigos, visíveis e invisíveis, fomos livrados graças à interposição de anjos, antes que vejamos à luz da eternidade as providências de Deus. Então compreenderemos melhor o que Deus fez por nós, todos os dias de nossa vida. Saberemos, então, que toda a família celeste observava para ver nosso procedimento de cada dia”. Review and Herald, 6 de agosto de 1889.

      Que Deus abençoe você e sua família!

      Joslaine

  • Anônimo

    Reply Reply 5 de abril de 2015

    Joslaine,
    Estamos em processo de mudança para o campo, isso acontecerá, com a graça de Deus, nos próximos meses, então, ler sobre sua experiência foi importante. Creio que teremos algumas dificuldades para nos adaptarmos, tirarmos a cidade de dentro de nós, mas Deus colocou o desejo em nosso coração de sairmos da cidade. Que Ele nos ensine a dependermos dEle se aparecerem as cobras, se vierem os incêndios, se a horta não prosperar de imediato, se o marido não conseguir consertar tudo o que a casa e o sítio exigir… hehe…, se vier medo na noite escura e dos barulhos da mata, se nossos animaizinhos (gatos e cachorros) ficarem doentinhos, etc., que Deus nos ajude a nos demorarmos naquilo que há de bom, nas bênçãos, como vc disse, nos benefícios de se morar no campo.
    Deus a abençoe, querida.
    Roseli Rolim Polidório

    • Joslaine

      Reply Reply 18 de junho de 2015

      Oi Roseli!

      Que Deus abençoe você nesta nova etapa!

      Cada dia que passa, vejo o quanto Deus é bom e o quanto nos ama por nos aconselhar a mudarmos para o campo. As dificuldades fazem parte para exercitarmos os músculos da fé. Precisando de ajuda, estou à disposição. Um grande abraço. Joslaine

  • guida

    Reply Reply 18 de maio de 2015

    Obrigada a todos pelos vossos testemunhos, também moramos no campo ha 12 anos e estou a começar a ter vontade de mudar para a cidade. Acho o campo muito triste, a família deixou de nos visitar , pois não gostam do campo nem dos meus cães . Eu gosto muito dos cães , são muito meigos e amigos, mas os meus filhos não gostam. Então torna se difícil estarmos sozinhos eu e o meu marido e os cães … O que vale é que os nossos amigos quando vem cá adoram o ambiente e ficam para almoço e jantar e sentem se bem aqui…
    As vezes ponho em dúvida se fiz bem em vir morar para o campo. Peço a Deus que me de forças para aguentar e que um dia os filhos gostem de cá vir…e apreciar a natureza e a calma deste sítio .
    O jardim está lindo agora na primavera!
    Não temos horta por enquanto…somos da cidade , ainda compramos os legumes e frutas no supermercado.
    Gostava de ter a casa cheia de família e netos, peço a Deus que se realize este sonho…

    • Vida Campestre

      Reply Reply 2 de junho de 2015

      Guida,

      Não desanime. Confie em Deus e perceve em oração por seus filhos e netos. Não permita que os pensamentos e sentimentos negativos tomem conta de seu coração. Fazer a vontade de Deus trará seus frutos em bom tempo. Persevere em oferecer aos seus filhos e netos um bom exemplo de serva de Deus, de obediência à Sua vontade e aos Seus conselhos. Deus não falhará. Estaremos orando por você.

    • Joslaine

      Reply Reply 18 de junho de 2015

      Oi Guida!

      Alguns meses atrás também estava sentindo um pouco de solidão. Nasci e vivi muito tempo na cidade e estou há quase três anos no campo. Por ter ficado tanto tempo na cidade, ainda estou me adaptando. Peço muito a Deus para tirar de vez a cidade do meu coração e o milagre está acontecendo pouco a pouco. Para tirar esse vazio, Deus me orientou através da Sua Palavra (Isaías 58) a visitar os vizinhos levando alguma mensagem de conforto e também a fazer trabalhos comunitários. Parece tudo muito simples pra dar um resultado tão poderoso! Mas por experiência própria, tem dado certo! Então, não desanime! Deus tem grandes planos para você! Um grande abraço! Joslaine

  • Vida Campestre

    Reply Reply 2 de junho de 2015

    Guida,

    Não desanime. Confie em Deus e perceve em oração por seus filhos e netos. Não permita que os pensamentos e sentimentos negativos tomem conta de seu coração. Fazer a vontade de Deus trará seus frutos em bom tempo. Persevere em oferecer aos seus filhos e netos um bom exemplo de serva de Deus, de obediência à Sua vontade e aos Seus conselhos. Deus não falhará. Estaremos orando por você.

Leave A Response

* Denotes Required Field