Como é sua vida no campo?

Recentemente, uma família interessada em viver no campo pediu que respondêssemos algumas perguntas a fim de ajudá-la no processo de mudança. Se você também compartilha desse desejo, leia a seguir nossas respostas:

1. Quais são as suas dificuldades em viver no campo?

As dificuldades são infinitamente pequenas diante das imensas bênçãos recebidas, mas elas existem sim. Entre elas, a instabilidade de energia elétrica e internet (qualquer chuva interrompe o acesso), dificuldade de locomoção na época de chuva (caso o carro não for 4×4) e necessidade de organização das compras (não dá pra ir ao mercado toda hora, por isso é preciso planejamento). Para nós, essas dificuldades nem contam diante de tantas outras dificuldades que tínhamos na cidade…

2. Quais seriam as orientações que vocês dariam a uma pessoa que quisesse viver no campo hoje?

1. Restaurar o altar da família (culto familiar), caso não seja o costume da família;

2. Não mudar sem antes aceitar e dar passos firmes para a reforma de saúde;

3. Liquidar qualquer dívida que ainda possua (financiamento, parcelamento, etc.) a fim de ir para o campo sem preocupação de conseguir dinheiro para saldar dívidas deixadas para trás;

4. Simplificar ao máximo a vida hoje mesmo. Cortar gastos desnecessários, livrar-se de mobiliário em excesso e tudo mais que estiver “sobrando”. Ficar com o que for realmente necessário;

5. Conversar e conhecer outras famílias que já fizeram a mudança;

6. Organizar-se para adquirir equipamentos básicos para o campo (bota, enxada, pá, lanterna, etc.) e livrar-se de equipamentos totalmente dispensáveis no campo (TV, DVD, etc.).

7. Pedir orientação a Deus e buscar informações quanto às melhores condições de ambiente rural. Não adquirir imóvel logo de cara, mas alugar uma chácara ou sítio primeiro, mesmo que se tenha dinheiro ou imóvel na cidade à venda. O aluguel permitirá a família amadurecer, conhecer melhor a vida no campo, identificar melhor o que é necessário em um sítio e ter tempo para procurar com calma uma propriedade ideal. O aluguel rural é em geral muito barato.

Para orientações mais detalhadas, clique aqui, aqui e aqui.

3. Quais seriam as preocupações que deveríamos ter ao fazer essa mudança?

A maior preocupação que as pessoas têm ao ir para o campo é o sustento e a escola para os filhos. Mas para cada caso, Deus tem uma solução personalizada. Gravamos várias entrevistas com famílias que tomaram a decisão de ir para o campo e disponibilizamos em nosso blog. Há soluções para famílias com ou sem dinheiro algum, com filhos pequenos, adolescentes ou jovens, com emprego ou sem emprego. É inacreditável o que Deus tem operado por aqueles que decidem obedecer a esse chamado. Clique nos nomes abaixo para conhecer em detalhes o testemunho de outras famílias que deram esse passo:

4. Quais são as possíveis diferenças entre o sonho e realidade?

Muitos acham que a mudança para o campo solucionará todos os problemas que enfrentam na cidade, seja conjugal, familiar, financeiro ou pessoal. Dão esse passo sonhando com uma vida de muita felicidade imediata e solução rápida para seus problemas. Mas a realidade é que no campo temos a chance de enxergarmos melhor quem realmente somos e enfrentarmos nossos mais íntimos problemas face a face. A diferença é que agora, em meio à natureza, simplicidade de vida e maior proximidade com Deus, temos a chance de realmente superar passo a passo esses problemas e não mais mascará-los como em geral se faz na vida corrida e insana das cidades.

Costumamos dizer que o primeiro ano no campo é o ano mais difícil de todos. É um ano de adaptação em todos os sentidos. Sair da cidade é bem mais fácil do que tirar a cidade de dentro de nós. E a experiência do primeiro ano no campo é exatamente essa – começar a tirar a cidade do nosso coração. Adaptar ao novo estilo de vida, ao novo ritmo, às novas prioridades. Não é à toa que os que desistem da vida no campo o fazem durante o primeiro ano. No primeiro ano muitos relatam (inclusive nós) enfrentar duras provas e tentações, mas que se vencidas no temor e paciência de Deus se mostrarão mai tarde verdadeiras bênçãos.

Por Davidson e Karina Deana

Sitiantes há 10 anos

Acompanhe no Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field