Branco na virada

Em poucas horas finda-se 2013. Vamos nos vestir de branco na
virada do ano?
Nessa ocasião é comum e prudente fazermos uma avaliação de
nossa vida. Vejamos algumas orientações do Senhor, dadas através de uma carta
de aniversário de E. G. White ao seu filho Edson (Testemunhos Seletos, v. 1, p. 239-246):
Como o reconsideras tu? Tens acaso
feito progresso na vida religiosa? Tens crescido na espiritualidade? Tens
crucificado o eu, com suas afeições e concupiscências? Tens crescido em
interesse no estudo da Palavra de Deus? Obtiveste decisivas vitórias sobre teus
próprios sentimentos e caprichos? Oh! qual tem sido o registro de tua vida
durante o ano que acaba de passar para a eternidade, para nunca mais voltar?

Ao entrares em um novo ano, faze-o
com nova resolução de seguir direção progressiva e ascendente. Seja tua vida
mais elevada do que tem sido até aqui. Faze que o teu objetivo não seja buscar
o próprio interesse e prazer, mas promover o progresso da causa de teu
Redentor…. Visa honrar a Deus em tudo, sempre e em toda parte. Põe em tudo
tua religião.
O método de avalição também nos é dado. Vejamos:
Por que meio havemos de determinar de
que lado nos encontramos? Quem possui o coração? Em quem estão nossos
pensamentos? Sobre quem gostamos de conversar? Quem possui nossas mais
calorosas afeições e melhores energias? Se nos achamos do lado do Senhor,
nossos pensamentos estão com Ele, e nossos mais suaves pensamentos são a Seu
respeito. Não temos amizade com o mundo; tudo quanto temos e somos, consagramos
a Ele. Almejamos trazer Sua imagem, respirar Seu Espírito, fazer-Lhe a vontade
e agradar-Lhe em tudo.
O problema crônico de Laodiceia é querer servir a Deus e ao
mesmo tempo servir ao próprio eu. Como podemos resolver essa questão?
Não podes servir a Deus e a Mamom. Ou
estás totalmente do lado do Senhor, ou do lado do inimigo. “Quem não é
comigo é contra Mim; e quem comigo não ajunta espalha.” Mat. 12:30.
Algumas pessoas tornam sua vida religiosa um fracasso, porque estão sempre
vacilando, e não têm determinação. Sentem-se frequentemente convictos, e chegam
quase ao ponto de fazer a entrega de tudo a Deus; mas, deixando de chegar ao
ponto, voltam novamente atrás. Enquanto nesse estado, a consciência vai-se
endurecendo, e ficando cada vez menos susceptível às impressões do Espírito de
Deus. Seu Espírito adverte, convence, e é desatendido até que quase Se afasta,
ofendido. Com Deus não se brinca. Ele mostra claramente o dever, e se há
negligência em seguir a luz, esta se torna em trevas. Deus pede que te tornes coobreiro Seu
em Sua vinha. Começa exatamente onde estás. Chega-te à cruz e aí renuncia ao
próprio eu, ao mundo, a todo ídolo. Recebe inteiramente a Jesus em Teu coração.
Concluímos com a recomendação infalível:
Faze inteira entrega a Deus; submete
tudo sem reservas, e busca assim aquela paz que excede o entendimento. Não te é
possível receber nutrição de Cristo, a menos que nele estejas. Se não estiveres
nEle, és um ramo seco. Não sentes tua necessidade de pureza e verdadeira
santidade. Deves experimentar sincero desejo de ter o Espírito Santo, e orar fervorosamente
para obtê-Lo. Não podes esperar a bênção de Deus sem a buscares. Caso
empregasses os meios ao teu alcance, experimentarias crescimento na graça, e te
erguerias a uma vida mais elevada.
Que nessa virada de ano, durante 2014 e para sempre estejamos
vestidos com a Justiça de Cristo e que nossa oração seja sempre: “Pai… não
seja como eu quero, mas como Tu queres” (Mateus 26:39).

Acompanhe no Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field