Deus e eu num país europeu (parte 1)

Cenário seco após o inverno
Este ano, tive o privilégio de participar de um projeto missionário na Suécia por alguns meses. Logo que cheguei, apesar de já
ser mês de maio, quase toda a vegetação ainda estava bem seca e marrom. Ventava
muito. Parecia que a natureza estava morrendo, exceto pelos pinheiros que são
sempre verdes. Esse cenário ocorrer no mês de maio deveu-se ao inverno deste
ano ter-se prolongado, atrasando a primavera. Assim, dava a impressão de que o
verde nunca mais iria surgir ou, ao menos, iria levar um bom tempo para tudo
brotar outra vez.
Paisagem ressequida pelo gelo
Mas qual não foi minha surpresa, quando
em duas ou três semanas o ambiente alterou-se completamente! Pastos
verdejantes, árvores folhosas, flores… Um milagre de Deus bem diante dos meus
olhos! Só pude exclamar admirada: Quão maravilhoso que Deus faça esse milagre
todos os anos!
O mesmo milagre que Deus operou quando,
por Sua palavra, criou o mundo, manifesta-se na regeneração da natureza. E não
só isso: cada vez que uma semente germina, que uma folha brota, é a
manifestação do milagre do poder criador de Deus.
Cenário regenerado
com a chegada da primavera
Assim como Deus, pela Sua palavra, cria,
Ele pode, por Sua Palavra nos recriar à Sua imagem. Perdemos a o brilho e a
vida do Éden, deixamos o mal secar a terra do nosso coração. Mas ainda podemos
viver “de toda
a palavra que sai da boca de Deus

(Mateus 4:4). Com os olhos da fé, olhemos além da sequidão para a os bons frutos
produzidos pelo Espírito em nós.
Vista do mesmo lago acima
na primavera
Que nossa oração seja: “Cria
em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto
” (Salmo 51:10); e Deus responderá: “E
dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei
da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. E porei
dentro de vós o Meu Espírito, e farei que andeis nos Meus estatutos, e guardeis
os Meus juízos, e os observeis

(Ezequiel 36:26-27).
Louvado seja o Senhor, pois a Sua Palavra
subsiste eternamente” (Isaías 40:8). 

Acompanhe no Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field