Agradecer por quê?

Gratidão não é natural, mas é essencial.  Em nosso crescimento espiritual devemos
desenvolver esse aspecto da vida cristã, se quisermos desfrutar da paz
prometida por Cristo. Tudo que é bom vem de Deus, portanto a gratidão é um dom
divino. No homem natural podemos encontrar a murmuração, a contenda e tantos
outros males que têm a mesma raíz – o egoísmo. A gratidão, no entanto, é
resultado do reconhecimento de que Deus nos ama e está constantemente dirigindo
nossa vida.
Se depois de esquadrinharmos nosso coração, sob a guia do
Espírito Santo, firmarmos convicção de que agimos de acordo com a vontade de
Deus, e mesmo assim estamos a colher dificuldades, dissabores ou oposição,
então alegremo-nos no Senhor, pois estamos sendo aperfeiçoados. Caso contrário,
busquemos o arrependimento genuíno.
Deus sabe tudo que nos falta para refletirmos o caráter de
Cristo, então, em Seu grande amor por nós, coloca-nos em situações onde nossos
defeitos serão evidenciados e poderão ser percebidos por nós. Assim sendo,
devemos nos apegar pela fé à graça perdoadora e transformadora de Cristo, e
crescer no Espírito de glória em glória, sem murmuração ou tristeza, mas
agradecidos por esse método de Deus que resulta em santificação.
Quem reclama, murmura, guarda mágoa, mantém pensamentos de
autopiedade, ou se aborrece porque a vida lhe parece injusta, precisa meditar no
exemplo de nosso Senhor Jesus, “que, sendo em forma de Deus, não teve por
usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a Si mesmo, tomando a forma de
servo, fazendo-Se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem,
humilhou-Se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses
2:6-8).
Sigamos os conselhos da Palavra de Deus e sejamos gratos a
Ele por ter dado uma segunda chance à humanidade, permitindo-nos passar por uma
segunda prova de fidelidade (à primeira, nossos pais sucumbiram no Éden).
Louvado seja o Senhor por Sua misiericórdia e bondade, por Seu infinito amor e
pela ternura com que nos corrige e nos conduz pelo caminho que leva ao Céu.
Louvado seja nosso grande Deus que nos santifica através da obediência, e mesmo
Cristo, “ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu (Hebreus 5:8)”.
  • “Em tudo dai graças, porque esta é a
    vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5:18).
  • “Regozijai-vos sempre no Senhor;
    outra vez digo, regozijai-vos” (Filipenses
    4:4).
  • “Alegrai-vos no SENHOR, e
    regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de
    coração” (Salmos 32:11).
  • “Exultai e alegrai-vos, porque é
    grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que
    foram antes de vós” (Mateus
    5:12)

Acompanhe no Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field