Na casa da família Carnassale o culto é assim…

Malu

Pela
misericórdia de Deus, ao estudar o Espírito de Profecia, pude compreender
melhor a importância do culto familiar. Anteriormente achava que o importante
era que cada membro da família tivesse sua devoção pessoal na hora que fosse
possível. Considerava muito importante também o culto do pôr do sol do início
do sábado, por outro lado, ao culto do término do sábado era dado menor
significado ou mesmo não realizado.

Nosso culto
familiar da sexta à tarde tinha um formato padrão: louvores, curta leitura ou
citação de textos bíblicos e oração. Geralmente feito no limite do horário ou
mesmo atrasados. Bem cansados e não poucas vezes aborrecidos pelas críticas
mútuas por isto ou aquilo que estava causando atraso, ou por alguma tarefa
esquecida e que não mais poderia ser feita nas horas sabáticas.
Lamentavelmente, quase sempre o sábado era recebido no auge da irritação e
cansaço.
Um ou outro
membro da família, por vezes, tinha compromisso de ensaio ou reunião e precisava
sair às pressas. O ponto alto se dava logo após o culto: o jantar. A comida era
mais requintada e farta que nos demais dias e nos convidava a comer mais do que
o necessário, o que geralmente provocava precoce sonolência incomum.
Graças ao nosso
bom Deus, entendi que a responsabilidade pelo culto familiar diário –
matutino e vespertino
– é do sacerdote do lar, o esposo e pai. A cooperação da esposa é
fundamental, mas a responsabilidade é do marido (quando este pertence à fé). Li
também na Revelação que o culto deve ter horário e local definidos; que deve
ser apropriado à idade e compreensão dos participantes; deve ser solene e
atraente, participativo e enriquecedor da vida espiritual.
Não pretendo
passar uma receita, mas gostaria de estimular o leitor a buscar o que está
revelado sobre o assunto e suplicar a Deus por sabedoria, firmeza e amor para
implantar um sistema de culto familiar que honre a Deus e promova crescimento e
união da família com Cristo e uns aos outros.
Filhos
irreverentes na igreja, geralmente não aprenderam a ser reverentes no culto familiar. Se o culto é feito em qualquer lugar, em qualquer hora, sem
preocupação com a postura dos integrantes, se fazemos um culto apressado ou
atrasado, comendo ou já a caminho dos compromissos, que grau de importância e
reverência estamos passando para nossos filhos sobre Deus?
Hoje, agradeço
a Deus, por nos ter concedido a graça de termos rotineiramente nossa família
reunida de manhã e a tardezinha ao pé do “altar” para louvar o Seu nome,
estudar e meditar na Sua Palavra e darmos individualmente testemunho das
bênçãos recebidas. No culto vespertino também confessamos nossas faltas uns aos
outros para não deixarmos o Sol se pôr sobre qualquer desentendimento.
O culto de
sexta à tarde é mais longo, geralmente inclui um estudo feito por um membro da
família, músicas especiais e convidados. Ninguém mais assumiu qualquer
compromisso para as horas iniciais do sábado e não há jantar após o culto
(fazer duas refeições diárias é uma excelente e saudável experiência).
A hora do culto
tem sido muito especial para toda a família, até nossa gatinha Malu não perde
um culto sequer e permanece bem quieta. Ela nem sempre é a primeira a chegar,
mas é sempre a última a sair. Até os animais irracionais aprendem e dão
testemunho do poder de Deus. Deus não requer nada de nós, sem nos capacitar
para a tarefa.

Que o culto não seja uma
rotina farisaica, mas um momento de união, crescimento espiritual e louvor que
expresse amor e adoração ao nosso grande e maravilhoso Deus. Tudo que é de bom
vem do Senhor. Amém!

Por Mauro Carnassale – “Na minha casa o culto é assim…”

Acompanhe no Facebook

5 Comments

  • Tiago K.

    Reply Reply 10 de abril de 2012

    Só posso dizer: Amém!!!
    Muito bom!

  • Mauro Carnassale

    Reply Reply 10 de abril de 2012

    Que o Senhor abeçoe você e sua família.
    Não vejo a hora de prestarmos cultos no Lar Eterno na presença do nosso amado Senhor Jesus.

  • Gaby

    Reply Reply 21 de dezembro de 2015

    Que bênção! Também estou tentando modificar os cultos em meu lar. Orem por mim e meu esposo, irmãos. (Gabriela e Luciano)

    • Vida Campestre

      Reply Reply 28 de dezembro de 2015

      Olá, Gaby

      Colocaremos vocês em nossas orações. Depois nos conte sobre as mudanças que fez e como está sendo, ok?

      Um abraço,
      Karina.

  • Vida Campestre

    Reply Reply 28 de dezembro de 2015

    Olá, Gaby

    Colocaremos vocês em nossas orações. Depois nos conte sobre as mudanças que fez e como está sendo, ok?

    Um abraço,
    Karina.

Leave A Response

* Denotes Required Field