Futuro Lar – Da Cidade para o Campo (Parte 3)

Assim que Deus indicou-nos a cidade em que deveríamos morar, passamos a procurar uma casa no campo para alugar, já que dispúnhamos na época apenas do dinheiro suficiente para realizar a mudança. Escolhemos o bairro rural mais estruturado da cidade, com telefone, Internet e linha de transporte público, e começamos a nossa busca. Visitamos várias propriedades, mas sempre esbarrávamos em algum empecilho. Certo dia, encontramos uma casa que tinha acabado de ser construída, uma gracinha, mas não reparamos que bem ao lado o vizinho mantinha um chiqueiro. Estávamos tão ansiosos para encontrar uma casa que nem reparamos nesse “detalhe”. Claro que o negócio foi por água abaixo, nem chegamos a assinar nada. Tínhamos pedido a direção de Deus para encontrar um bom lugar para morar, mas parecia que todas as portas estavam se fechando. Em outro bairro da cidade bem menos estruturado, porém com uma natureza maravilhosa, havia uma casa há mais de 6 anos sem uso que desde o início nos foi oferecida gratuitamente. Nós, porém, não quisemos aceitar que nosso futuro lar seria ali. Esperávamos algo já pronto, com um belo jardim, talvez com um pomar, uma casa bem ajeitadinha, com tudo funcionando e pronta para entrar, mas Deus tinha planos bem diferentes dos nossos… Depois de algum tempo procurando casas no melhor bairro rural, finalmente aceitamos a ideia de morar naquela chácara há tanto tempo sem receber cuidados. A Terra de Beulá, como aquela chácara é chamada, um dia foi bem cuidada, mas depois de tanto tempo sem uso, o local ficou muito diferente do que se imagina de um lugar com esse nome. Para você ter uma ideia da situação, ali não havia mais energia e nem água, pois a água vinha do poço movido a bomba elétrica, que estava totalmente seco. Além disso, havia restos de lixo queimado por toda a propriedade. Por dentro, a casa precisava de uma boa pintura nas paredes, no forro e de restauração em alguns pontos críticos com rachaduras e infiltração. Havia muito trabalho pela frente. Como não tínhamos dinheiro suficiente para contratar pessoas para fazer tudo, meu esposo e eu decidimos fazer a maior parte do trabalho sozinhos. Eu já estava trabalhando na prefeitura na época. Assim, íamos após o expediente para lá e passávamos boa parte do dia e da noite fazendo as arrumações necessárias à luz de lampião. Não é para menos que a família e os amigos acharam que tínhamos surtado de vez!!! Às vezes até mesmo nós nos perguntávamos se estávamos ficando loucos. Mas toda vez que isso acontecia, Deus confirmava a Sua vontade para a nossa vida através da Sua Palavra e de fortes impressões em nossa mente. Levamos aproximadamente dois meses de trabalho intenso para deixar a casa “entrável”. A companhia elétrica informou que levaria mais ou menos um ano para instalar a luz no local através do programa gratuito do governo. A grande pergunta de todos era: “Como vocês vão viver ali sem luz e sem água?” Nós não tínhamos a menor ideia, mas fomos levados a confiar que Deus resolveria tudo. Afinal, Ele nunca deixa faltar nada para os Seus filhos e sempre provê para as suas necessidades. Confiar em Deus é algo que requer muita fé, mas o interessante é que Ele mesmo Se oferece para aumentar a nossa fé, se esse for o nosso desejo. Não é maravilhoso? Meu esposo e eu não somos especiais por temos dado passos de fé como esses. A única coisa que fizemos foi dispor-nos a fazer a vontade de Deus – e Ele Se encarregou do resto. Ele concedeu-nos fé, colocou-nos em situações que aumentaram nossa confiança nEle e provou vez após outra que Ele está atento às nossas necessidades. Deus está ansioso para fazer o mesmo com você. A pergunta é: Você está disposto a fazer a vontade dEle? Realmente espero que sim, pois ao fazermos a vontade de Deus somos conduzidos à real felicidade. “Tornai-vos para Mim, e Eu tornarei para vós” (Malaquias 3:7).Por Karina Carnassale Deana – Vida Campestre

Acompanhe no Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field